quarta-feira, 16 de julho de 2014

O nascimento da Manuela

Era 1h30 da madrugada quando o celular tocou... era o Pai da Manuela perguntando se eu poderia ir para o hospital fotografar o nascimento pois já estava com 8 cm de dilatação... e ele continuou... eu ia fotografar, mas como eu vou continuar segurando a mão da minha esposa?


segunda-feira, 14 de julho de 2014

Por que contratar um fotógrafo para registrar o nascimento?

Muitas pessoas devem fazer a pergunta: por que contratar um fotógrafo para registrar o nascimento do seu filho?

Eu estou toda semana no hospital e sempre vejo um Pai saindo do Centro Obstétrico, ligando para um familiar para contar do nascimento do Bebê... e não demora muito para ele dizer... "não tirei muita foto não, ela (a mãe) pediu para eu ficar com ela"...

Os Pais estão prontos para usar a câmera até passar pela porta que dá acesso ao Centro Obstétrico... daí a emoção surge... nasce o bebê e nasce um Pai também!

E a câmera??? Que câmera??? 

Para quem não está acostumado com a rotina de um centro cirúrgico, descobre que é tudo muito rápido lá dentro... e daí as fotos... ah deixa para fazer quando chegar em casa né???

Contrate um profissional para esse dia tão especial!

As fotos abaixo são do dia do nascimento da Rebeca... o Pai entrou com a câmera, mas ele não tirou nenhuma foto... as fotos provam... rsrsrs...




quarta-feira, 18 de junho de 2014

Nascimento dos irmãos Laura e João Pedro

Na quarta-feira dia 18 de Junho fotografei o nascimento dos irmãos Laura e João Pedro!




Para ver o rostinho dos 60 bebês (58 nascimentos!) que fotografei em 2014, visite:


https://www.facebook.com/media/set/?set=a.680339035344157.1073741843.120395458005187&type=3

domingo, 15 de junho de 2014

Texto de Andreia Guidarelli

Copiei esse texto da Andreia Guidarelli e compartilho da mesma opinião.

Beijos, boa leitura e bom domingo!

==============================


Existe um assunto que causa muita polêmica por aqui: parto normal X cesárea. 

Semana passada uma querida colega de trabalho teve sua princesa em um parto totalmente natural e tudo correu de forma perfeita. Eu chorei lendo o seu relato e vendo as fotos daquele momento tão sublime. Uma amiga querida, Aline Rabello tb teve seu baby de parto normal e tb correu tudo bem. Acho que a experiência deve ser fantástica. De verdade. Mas eu não tive segurança suficiente para experimentá-la. 

Cerca de um mês e meio antes de eu ter Valentina uma outra amiga muito amada perdeu sua netinha em um parto normal. A nora dela tem a mesma idade que eu, a gravidez foi 100% normal como a minha e infelizmente na hora do parto algo deu errado e o bebê não sobreviveu. Isso me impactou o suficiente para que eu optasse pela cesárea porque até então eu estava dividida sobre o nascimento de Valentina. Mas eu tomei essa decisão sozinha, acreditando que teria mais segurança para meu bebê assim. Essa foi a minha escolha e foi respeitada por todos. Repito: eu cheguei a essa conclusão sozinha. Ouvi muitas opiniões, mas no final foi minha decisão. Foi correta pra mim. Só isso. 

Valentina nasceu, sim ela nasceu, não foi extraída como algumas pessoas insistem em afirmar... Nasceu linda, mamou exclusivamente no seio até os seis meses. Mama até hoje (mas isso tb não é demérito pra quem não amamenta ou amamentou).Não teve nenhuma infecção ou doença grave. É saudável, arisca e muito esperta. 

E é assim que as coisas caminham: algumas tem parto normal, outras totalmente natural, algumas tentam o normal e terminam na cesárea, outras optam por ela desde o início e algumas tem filhos pelo coração. 

Aí chegamos onde eu queria.... Tenho uma cliente que virou amiga e que desde que a conheci ela falava: "comece a pensar numa festa onde o tema seja amor pra quando meu filho ou filha chegar". Isso faz quase três anos... E a pouco tempo ele chegou. Lindo! Sorridente, esperto e feliz. E o parto? Não houve. Não entre eles. O cordão umbilical era o amor. O amor que ela já sentia por ele antes mesmo de se conhecerem. 

Meu marido usa uma expressão muito bonita pra se declarar pra mim. Ele diz: sempre te amei... Um dia eu perguntei a ele o que isso realmente significava e ele me respondeu que Deus prepara nossos corações pra amarmos as pessoas que são nossas. Mesmo antes de as conhecermos já as amamos. É assim com as mães que adotam com amor... E não há parto. 

Então minhas Amoras, vamos julgar menos, vamos amar mais. Não digam que o "feto foi extraído em uma cesárea" porque isso soa como agressão. Magoa. O momento em que me encontrei com minha Valentina pela primeira vez foi mágico! Assim como deve ser quando uma mãe que adota encontra seu amor tão aguardado. Assim como deve ser quando seu bebê nasce de forma natural. O que importa é o encontro....

E o que é feito após isso. Porque uma mãe não é determinada pela forma como encontrou-se com seu filho pela primeira vez. Uma mãe é definida por quatro verbos: cuidar, proteger, ensinar e amar. E só. 

Beijos meus!
Andreia Guidarelli